top of hosting header

website hosting main area top

chamada-portal-empregos-left

Revista Científica de
Gestão e Secretariado

B2 no Qualis

Novos artigos publicados.
Acesse e leia!
Redes
Sociais
seta icon_facebooktwitter

Quem está online

Nós temos 115 visitantes e 1 membro online
Osteopatia no tratamento das Cérvico-Braquialgias - maio/2010 Imprimir E-mail

Osteopatia no tratamento das Cérvico-Braquialgias

Cérvico-Braquialgia é a dor na coluna cervical (pescoço) com irradiação para os braços e mãos.

 

Origem da dor

  • Torções e distensões de ligamentos e músculos.
  • Tensões de origem ocupacional ou postural.
  • Tensões dos discos intervertebrais.
  • Artrose, Osteoporose entre outros problemas.

A forma das dores é muito importante para um bom diagnóstico clínico, várias doenças sobrepoem-se nessa região.

 

Osteopatia

 

Para Osteopatia as cérvico-braquialgias podem ter duas origens, a osteofitose, calcificação no canal medular do ligamento comum posterior, e a segunda causa, menos conhecida, no entanto a mais freqüente; parte do plexo braquial (nervos) passa dentro da goteira subclávia da face superior da primeira costela entre as inserções do escaleno anterior e médio (músculo), a retração ou contratura destes músculos leva a uma constrição na região da goteira subclávia.

A retração desses músculos causa uma dor difusa sem trajeto preciso e associa-se a parestesia, sensação de peso e cansaço, em virtude da compressão do plexo braquial que ocorre entre os escalenos.

 

A Osteopatia pode fazer muito por estas dores, em algumas sessões pode fazê-los desaparecer por meio da TÉCNICA DE POMPAGENS dos músculos escalenos e outros da região do pescoço.

 

Dicas de Exercícios de Alongamento

 

1) Em pé, com as pernas afastadas na largura dos ombros e os joelhos semiflexionados, contraia o abdômen e deixe os braços semiflexionados ao longo do corpo. Olhe para cima e procure alongar a parte frontal do pescoço. Mantenha-se nesta posição por 20 segundos.

 

2) Na mesma posição do exercício 1, agora apóie as duas mãos atrás da cabeça, forçando-a para baixo, “encostar o queixo no tórax”, sentindo alongar a parte posterior do pescoço. Mantenha-se por 20 segundos.

 

3) Mesma posição que os exercícios anteriores, agora coloque sua mão esquerda sobre a cabeça aproximando da orelha direita, puxe a cabeça em direção do ombro esquerdo, o alongamento será sentido na lateral do pescoço direito. Mantenha-se por 20 segundos, repita do lado contrario.

 

4) Em pé com as pernas afastadas na largura dos ombros e os joelhos semiflexionados, projete o peito à frente unindo as mãos atrás do corpo, force os braços no sentido de afastá-lo do corpo. O alongamento será sentido na região do peito, e braços. Mantenha-se por 20 segundos.

 

Os exercícios servem como uma forma de manter a amplitude de movimento, melhorar a circulação local e “relaxamento”, porém é necessário um tratamento especifico e individualizado.

 

Dr. Alexandre B. Guerra

www.posturaesaude.com.br

 
<< Voltar >>



Todos os direitos reservados © 2014 SINSESP - Sindicato das Secretárias do Estado de São Paulo
R. Tupi, 118 - Pacaembu - São Paulo - SP - 01233-000 - Tel.: (11) 3662-0241 - Fax: (11) 3666-6315 - sinsesp@sinsesp.com.br
Este site não é compativel com Internet Explorer 6
Design by Web2a Studio!